CCCM - Voltar à página inicial
CCCM
Centro Científico e Cultural de Macau, I.P.
Ministério da Educação e Ciência

EXPOSIÇÃO “RECOMEÇAR”, DE YANBEI

Convite 
Inaugura no dia 17 de Outubro, às 18h00, a exposição individual de pintura de Yanbei, ficando patente até ao dia 17 de Fevereiro de 2019, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 17h30.

Foi em 2014 que Yanbei Zhang tomou a decisão de se mudar Portugal. Apaixonado pelo seu país adotivo, onde está a educar os seus dois filhos mais novos, beneficiando de uma grande tranquilidade de espírito e de uma maior disponibilidade para aproveitar os prazeres simples da vida, Yanbei sentiu renascer em si a velha paixão pela pintura. Este renascimento, porém, ia ao encontro da pintura desinteressada da sua adolescência, uma pintura livre da preocupação de agradar a clientelas, criada para seu próprio prazer, sem pensar no mercado.

As pinturas “portuguesas” de Yanbei Zhang, criadas desde 2014, exprimem ao mesmo tempo uma enorme paz de espírito e uma alegria transbordante. São a prova material do contentamento do pintor com esta nova etapa da sua vida e testemunham o prazer pueril do pintor na exploração de variações cromáticas e plásticas sobre o mesmo motivo iconográfico. Com um processo de trabalho fluído e profícuo, o pintor desenvolve séries numerosas, a maior parte das quais tem motivos florais ou detalhes de paisagens naturais. Ao mesmo tempo, a nova liberdade criativa de Yanbei espelha-se também na exploração de novas soluções técnicas e de novas temáticas, sucedendo-se umas às outras com relativa rapidez.

O corpo central desta exposição é constituído, sobretudo, por pinturas realizadas pelo pintor Yanbei em Portugal entre 2015 e 2017. É nestas obras que se evidencia com maior facilidade o processo de fusão entre as tradições pictóricas chinesa e ocidental, uma mais intuitiva e delicada, complementada sempre com a arte da caligrafia, outra projetando largas manchas de pendor mais abstrato no centro das composições, combinadas com motivos iconográficos muito precisos, de origem portuguesa, distribuídos nas orlas.

Em suma, a fusão de linguagens que vemos nestas pinturas é uma tradução visual daquilo que Yanbei vive no seu espírito e quotidianamente, num processo contínuo de adaptação e diálogo entre a cultura chinesa e a cultura europeia.
Inserido em: 2018-10-15
Copyright © 2008 Centro Científico e Cultural de Macau - Aspectos técnicos e legais - Ficha Técnica Símbolo de Acessibilidade na Web D